Confirmados 15 casos do vírus da gripe aviária H7N9
2017-05-19 18:08:00

Confirmados 15 casos do vírus da gripe aviária H7N9

Fonte: Serviços de Saúde

Informações divulgadas pelas entidades de saúde do Interior da China, indicam que entre os dias 12 e 18 de Maio foram registados 15 novos casos confirmados de infecção humana pelo vírus da gripe aviária H7N9, sendo seis (6) casos na Província de Hebei, dois (2) casos na Província de Shandong, e um (1) caso na cidade de Pequim e na de Sichuan, de Anhui, de Jiangsu, de Zhejiang, de Shaanxi e de Hunan. Os pacientes têm idade compreendida entre os 30 e os 84 anos, sendo a média de idade de 57 anos, dos quais dez (10) são homens e cinco (5) são mulheres.

Foi confirmada a morte de dois (2) dos pacientes, oito (8) pacientes encontram-se com pneumonia grave, e cinco (5) pacientes com pneumonia ligeira. Pelo menos 14 casos tinham estado em mercados de aves vivas antes do início dos sintomas, tendo um historial de contacto com aves vivas.

Desde Setembro de 2016 foram registadas infecções em diversas zonas, nomeadamente: Província de Jiangsu, de Zhejiang, de Anhui, de Fujian, Xangai, de Cantão (Guangdong), de Hunan, de Hubei, de Jiangxi, de Guizhou, de Shandong, de Liaoning, de Henan, de Sichuan, de Guangxi, município de Chongqing, Pequim, de Gansu, de Tianjin, de Tibet, de Shaanxi and Shanxi.

Os Serviços de Saúde manifestam que o governo já estabeleceu uma série de planos de contingência em resposta à gripe aviária e está bem preparado, incluindo a reserva estratégica de medicamentos antivirais e de materiais de protecção pessoal, o apetrechamento de equipamentos e dotados de instalações adequadas, entre outros. Os Serviços de Saúde vão continuar a manter estreita comunicação com o departamento de saúde nacional e das regiões vizinhas, e a Organização Mundial da Saúde, com o objectivo de monitorizar a epidemia de Macau, doutras regiões. Através da cooperação interdepartamental e das organizações públicas e privadas, dedicam-se ao trabalho de prevenção e preparação contra um eventual surto de epidemia de gripe aviária nas regiões vizinhas ou em Macau.

Contudo, de acordo com a experiência anterior, os Serviços de Saúde estimam que durante um período posterior, nas regiões vizinhas, o vírus da gripe aviária H7N9 tornar-se-á gradualmente mais activo e apelam aos cidadãos para prestarem atenção e tomaram as seguintes medidas:

●Evitar deslocar-se aos mercados, granjas e outros locais onde haja venda ou exposição de aves com casos de infecção humana pela gripe aviária H7N9;

●Evitar o contacto com aves, suas secreções e excrementos, e em caso de contacto, lavar as mãos de imediato;

●Não comprar ou transportar aves não inspeccionadas;

●Evitar consumir carne, vísceras, produtos derivados de sangue e ovos de aves mal cozinhados;

●Prestar atenção à higiene pessoal e lavar as mãos com frequência;

●Se tiver sintomas de febre, tosse e dificuldades respiratórias, entre outros, deve usar máscara e dirigir-se ao médico o mais rapidamente possível, devendo informá-lo de forma detalhada da história de viagem e de contacto com animais.

        Para informações detalhadas sobre a gripe aviária H7N9, pode consultar o sítio electrónico dos Serviços de Saúde (www.ssm.gov.mo) ou ligar para a linha aberta de informações de doenças transmissíveis dos Serviços de Saúde (28 700 800) no horário de funcionamento.


Volta