Resultados do inquérito às despesas dos visitantes referente ao 1º trimestre de 2017
2017-05-19 17:33:00

Resultados do inquérito às despesas dos visitantes referente ao 1º trimestre de 2017

Fonte: Direcção dos Serviços de Estatística e Censos

No primeiro trimestre de 2017 a despesa total dos visitantes (excluindo a despesa no jogo) cifrou-se em 13,46 mil milhões de Patacas, apresentando variações de +16,6% em termos anuais e -9,0% face ao quarto trimestre de 2016. As despesas totais dos turistas e dos excursionistas atingiram 10,60 mil milhões e 2,86 mil milhões de Patacas, respectivamente, aumentando 19,6% e 6,7%, em termos anuais, informam os Serviços de Estatística e Censos.

No primeiro trimestre a despesa per capita dos visitantes situou-se em 1.709 Patacas, traduzindo variações de +10,5% em termos anuais e -6,6% em termos trimestrais (1.830 Patacas). A despesa per capita dos visitantes da China Continental alcançou 2.002 Patacas (+13,6%, em termos homólogos), salientando-se que a despesa per capita dos visitantes provenientes da província de Guangdong (1.630 Patacas) subiu 13,4%, todavia, a dos visitantes da província de Fujian (1.291 Patacas) desceu 8,7%. A despesa per capita dos visitantes chineses com visto individual atingiu 2.154 Patacas, ou seja, mais 5,4%. As despesas per capita dos visitantes provenientes de Singapura (1.825 Patacas), da Malásia (1.625 Patacas) e de Taiwan (1.607 Patacas) aumentaram 11,6%, 0,4% e 1,8%, respectivamente, em termos anuais. As despesas per capita dos visitantes da Austrália (1.373 Patacas), dos Estados Unidos da América (1.211 Patacas) e do Reino Unido (1.118 Patacas) registaram diminuições homólogas.

A despesa per capita dos turistas fixou-se em 2.696 Patacas (+6,8%, em termos anuais), destacando-se que a dos turistas da China Continental (3.111 Patacas) aumentou 7,4%, porém, a dos turistas de Taiwan (2.893 Patacas) baixou 2,7%. A despesa per capita dos excursionistas cifrou-se em 725 Patacas (+6,9%, em termos anuais), realçando-se que a dos excursionistas provenientes da China Continental (891 Patacas) cresceu 9,6%.

Quanto à estrutura da despesa, no primeiro trimestre os visitantes despenderam essencialmente em compras (43,7%), alojamento (26,9%) e alimentação (21,3%). A despesa per capita efectuada em compras atingiu 747 Patacas (+10,4%, em termos anuais), predominando os alimentos/doces (233 Patacas) e produtos cosméticos/perfumes (201 Patacas), com aumentos homólogos respectivos de  4,5% e 36,9%. Analisando o principal motivo da vinda dos visitantes a Macau, os que vieram participar em convenções/exposições registaram a despesa per capita mais elevada, com 3.286 Patacas (+4,9%, em termos anuais), seguindo-se a dos que vieram fazer compras, com 2.468 Patacas (+19,0%), representando respectivamente 0,5% (+0,2 pontos percentuais) e 10,8% (-1,1 pontos percentuais) da estrutura correspondente dos visitantes.

Segundo os resultados do Inquérito aos Comentários dos Visitantes referente ao primeiro trimestre de 2017, os níveis de satisfação dos visitantes com os serviços e as instalações assinalaram quedas distintas relativamente ao quarto trimestre de 2016. Refira-se que 89,2% estavam satisfeitos com os serviços e as instalações dos hotéis e similares (descendo ligeiramente 0,5 pontos percentuais, em termos trimestrais); 81,9% declararam-se satisfeitos com os serviços dos estabelecimentos de jogo (-2,9 pontos percentuais) e 81,0% declararam-se satisfeitos com os serviços prestados nas lojas (-3,7 pontos percentuais). Além disso, já quanto aos serviços de transportes públicos a proporção de satisfação foi relativamente menor (68,2%), com um decréscimo de 1,0 pontos percentuais em termos trimestrais. Ainda quanto aos pontos turísticos, 45,2% dos visitantes consideraram-nos suficientes, com uma acentuada descida de 6,1 pontos percentuais, face ao quarto trimestre de 2016 (51,3%).


Volta